Férias 2016 – Hokkaido – Sapporo – Almoço – Art Hotel Sapporo – 12 de junho

12/06/2016 – domingo

Assim que chegamos, paramos para almoçar no Art Hotel.

Mais uma vez os colegas foram solidários com o Darcy, que recebeu muitas doações, já que o sistema do almoço foi “prato feito”.

Sacrilégio chamar aquela refeição de prato feito, como podem ver nas fotos. É só uma maneira de falar quando não é buffet. Nada contra.

O pior é que ficar sem comer nem ajuda na dieta porque, para compensar o que não se come durante a refeição, há milhões de outras coisas não tão saudáveis. Prova disso é que Darcy, comendo toda a comida que lhe foi doada, manteve a linha durante a viagem, o que não foi o meu caso.

Férias 2016 – Hokkaido – Sapporo – Tarde e noite livres! 12 de junho

12/06/2016 – domingo

Por fim, chegamos a Sapporo para encerrarmos nossa estadia na Ilha de Hokkaido. Passamos o dia, dormimos e, no dia seguinte, voltamos à ilha de Hoshu.

Sapporo

Sapporo é a principal porta de acesso para Hokkaido a partir de Tóquio e Osaka e é o centro cultural, econômico e político da ilha. A principal atração da cidade é o Parque Odori, adornado com muitas flores.

Quando passamos pela primeira vez, como registrado antes, degustamos o prato típico de lá, os três tipos de caranguejo.

Foi a nossa segunda passagem pela cidade, um domingo de primavera.

Amei a cidade.

Dentre as que visitamos na ilha de Hokkaido, foi a que mais chamou a minha atenção.

Cidade de fácil ambientação, logo a gente se sente “em casa”. Do hotel em que ficamos, dava para caminhar até restaurantes para comer com tranquilidade ou ir para o centro comercial, sem nenhum problema.

Uma cidade limpa, sem nenhum sinal de lixo. Até fumódromo existe na rua, totalmente vedado, porque lá é proibido fumar em espaços públicos.

Depois do almoço, fomos até o centro comercial, que fica no coração da cidade.

Tivemos a sorte de pegar o último dia do Yosakoi Soran Festival, um evento que foi de 08 a 12 de junho e que contou com a participação de cerca de 30.000 dançarinos de todo o Japão. Em grupo, vestidos a caráter, eles dançavam de acordo com o folclore que estavam representando. Segundo informações colhidas na internet, esse festival atrai para a cidade por volta de 200 milhões de visitantes.

Confesso que não sei direito como descrever aquelas apresentações. Só sei que foi uma mais bonita do que a outra. Uma dança enérgica e alegre.

Nós vimos as principais, aquelas que aconteceram no Odori Park. No entanto, o festival aconteceu por toda a cidade de Sapporo.  

Foi uma descoberta quase que por acaso. Tínhamos parado para ver o comércio e nos deparamos com aquela maravilha. Claro que ficamos divididos! Vimos um pouco de cada coisa.

No final da tarde, fomos para o hotel onde iríamos passar a noite. Por ser muito próximo de onde passamos a tarde, depois do banho foi possível voltar a pé para jantar, uma vez que a noite também era livre.

Aí o grupo se dividiu. Walter e eu fomos jantar num restaurante muito legal, comida gostosa. Acertamos.

Na volta, tivemos a oportunidade de ver um pouco a vida noturna da região. Muita gente jovem, vestida de um jeito moderno, um pouco esquisito. Imagine um desfile de modas. Sabe aquelas roupas que a gente se pergunta “quem usará isso?” Pois bem, são comuns no Japão e era assim que estavam vestidos. Uma produção completa, da cabeça aos pés.

Depois de um dia tão intenso, nada como uma boa cama para o merecido descanso.  

Assim nos despedimos de Hokkaido, uma ilha que me surpreendeu e encantou. Pelo que eu tinha lido, sabia que se tratava de um lugar bonito, com uma gastronomia que prima pelo uso de produtos frescos. Tinha outras boas informações. Só que a realidade superou em muito as minhas expectativas.

Não sei se terei oportunidade de voltar. Acredito que não, mas recomendo a quem tenha vontade de conhecer. Realmente, vale a pena!

http://www.welcome.city.sapporo.jp

http://www.welcome.city.sapporo.jp/event/summer/yosakoi_soran_festival/?lang=en

Férias 2016

Foto Blog_Mapa

Está chegando a hora!!!

Férias 2016Japão e Dubai – de 03 a 21/06/2016

Em 2013 resumi minha ida ao Japão da seguinte forma:

Valeu ir para o Japão. Foi uma viagem de reconhecimento de terreno, eu diria. As coisas que mais chamaram a minha atenção foram a cultura, a educação, a civilização. ……. Saímos do Japão com uma sensação de quero mais e a de que muita coisa pode ser diferente. ……. No fim da viagem, já estávamos falando que precisaríamos ficar pelo menos 3 dias em cada lugar, que faltou tempo em Tokyo, que precisávamos conhecer Hokkaido, Hiroshima e Nagasaki. Enfim, essa é outra história. Quem sabe….” Continue lendo “Férias 2016”