Férias 2019 – Rota da Seda – Ásia Central e Turquia – de 01 a 26-06-2019

 

Férias 2019 – Rota da Seda – Ásia Central e Turquia

 

Mapa viagem 2019_países

 

Férias chegando!!!

Entre ler sobre os lugares, verificar tempo e temperatura, separar o que levar, arrumar mala…. uma única certeza: a expectativa é grande. E põe grande nisso.

Dessa vez o destino é a Rota da Seda da Ásia Central e Turquia.

Sem me aprofundar na história, muito li sobre o roteiro da Ásia Central e confesso que não passei do ponto inicial porque parece que alguém escreveu algo e muitos copiaram o que foi escrito. Quase tudo igual!!!! Apesar disso, estou achando o máximo ir para lá porque muita coisa será novidade e na volta poderei contar o que descobrimos nessa nova experiência.

O que li sobre a Turquia só aguçou minha curiosidade. Sempre quis conhecer e agora é chegada a hora.

Vou com um grupo maravilhoso, quase o mesmo de viagens anteriores, que também foram organizadas por Huang, uma amiga querida, já conhecida por aqui e a organizadora de nossas viagens para terras distantes.

Na reta final, Huang fica doidinha com a gente. Ela programa, pensa em cada detalhe …. organização, visto, passagem, seguro, alimentação, necessidades especiais, imprevistos… enfim, cabe a ela resolver tudo e, na véspera, começa o conflito sobre a bagagem.

Como existem deslocamentos internos, o peso permitido é mínimo e isso não pode ser contestado. Temos que nos adaptar à realidade. No fim, como sempre, dará tudo certo e eu espero que a gente se divirta muito, como sempre fizemos.

No trecho da Rota da Seda da Ásia Central passaremos por Turcomenistão, Uzbequistão, Quirguistão e Cazaquistão. Como iremos pela Turkish Airlines, faremos uma parada na Turquia para conhecermos Istambul, Capadócia e algumas cidades menores.

Ao todo serão 26 dias trocando de moeda, conhecendo a cultura, experimentando sabores, falando a língua do coração e usando muita mímica.

Para situar

PAÍS IDIOMA FUSO EM RELAÇÃO AO BRASIL MOEDA 1 DÓLAR INVERSO
Turcomenistão Turcomano 8 horas à frente Manat turcomano (TMT) 3,50241 TMT 0,285517 USD
Uzbequistão Uzbeque 8 horas à frente Som Uzbeque (UZS) 8.455,28 UZS 0,000118269 USD
Quirguistão Quirguiz 9 horas à frente Som Quirguiz(KGS) 69,8505 KGS 0,0143163 USD
Cazaquistão Cazaque 9 horas à frente Tenge (KZT) 379,172 KZT 0,00263733 USD
Turquia Turco 6 horas à frente Lira Turca (TRY) 6,08353 TRY 0,164378 USD

 

“Em algum lugar, alguma coisa incrível está esperando para ser conhecida.” Carl Sagan

Até a volta!

 

O tempo passou….. “O tempo é a essência oculta da vida; é a própria vida em todo seu percurso.” Carlos Bernardo G. Pecotche

Pois é….. Teve vida nesse meio tempo. Já estamos em 2020 e só agora estou publicando a viagem. Muita coisa aconteceu e, como eu sei que a maior interessada sou eu, faço as coisas no meu tempo, sem me preocupar com o tempo, até porque sei que tudo tem o seu tempo e sempre é tempo de fazer acontecer.

Em tempo …. meus agradecimentos ao querido amigo Jorge Polaco que não mede esforços para sempre me atender quando peço para ele fazer os mapas das viagens.

Algumas fotos são minhas e outras de algumas pessoas do grupo, em especial das amigas Katia, Sonia e Leila. Como é de costume, Huang e Tony registram o que dá e assim tenho fotos de quase todos os lugares. Meus agradecimentos a vocês por me ajudarem a mostrar aquilo que quero registrar.

Sou grata pela vida e pelas pessoas que fazem parte dela mas, acima de tudo, sou grata a Deus por estar sempre comigo e me conceder tudo isso.

 

A viagem ….

Rota da Seda – Ásia Central e Turquia

01-06-2019

E a nossa aventura começou!

 

Saímos de São Paulo, pela Turkish, no dia 01 de junho de 2019.

 

Parada obrigatória em Istambul, passamos a noite lá antes de seguirmos para o Turcomenistão. Nada fizemos, a não ser descansar e, no dia seguinte, novo voo até Ashgabat, primeira cidade que visitamos.

 

Passamos por alguns países que estiveram na Rota da Seda e, se não desbravamos rotas nem participamos do comércio, fizemos, sim, parte da multidão que passou por lá.

Fomos mais um número? Talvez! Para mim, importou, mesmo, ter mais um pedacinho do mundo na lembrança e no coração!

Visitamos Turcomenistão (Ashgabat, Old Nisa e Dozhoguz) – Uzbequistão (Urgench, Khiva, Bukhara, Samarkand e Tashkent) – Quirguistão (Bishkek) – Cazaquistão (Almaty, Astana (Nur Sur Tan)) e Turquia (Istambul – Capadócia (Urgup), Konya – Pamukalle – Hierápolis).

 

O grupo

Formado por pessoas de diferentes lugares, não há muito o que dizer além do que já foi dito em anos anteriores. Maravilhoso! Só não conhecia Raquel, Abelardo e Norma, que passaram a morar no meu coração como Huang, Tony, Beth, João, Braga, Solange, Kingiro, Nathália, Kátia, Leila, Maria de Lourdes, Maria Tereza, Regina, Silvia, Sônia e Walter, que já possuem lugar cativo nele. Obrigada a todos por tudo!!!

Foram brincadeiras, alguns ajustes e muitas risadas que ficarão para sempre na lembrança.

 

Os lugares

Passamos por lugares que tiveram maior ou menor importância na história da Rota da Seda, o que não fez diferença porque todos tiveram igual importância na “minha” história e quase não vi o tempo passar, apesar de ter deixado de lado 26 dias da minha vida para conhecer a vida de outros povos.

A primeira coisa que me perguntam quando falo para onde fui é se valeu a pena. Valeu!!!! Muito!!!!!

Exceto a Turquia, os demais países são relativamente novos no modelo em que se encontram. Todos pertenciam à antiga União Soviética.

Em 1991 adquiriram independência e, de lá para cá, estão se formando como países independentes, com cultura e costumes próprios. Cada um tem a sua moeda e idioma, além do Russo, que se configura como idioma obrigatório em todos eles. O turismo ainda é pouco desenvolvido e os costumes são arraigados.

Foram muitas as histórias que os guias nos contaram que não dá para relatar aqui.

De modo geral, da Ásia Central ficou a imagem de povos que se estabeleceram aos poucos depois de uma vida nômade e que agora estão construindo uma nova identidade, cada um à sua maneira.

Da Rota da Seda herdaram um dom – todos são excelentes vendedores! Nem a barreira da língua impede o exercício do comércio, muito bem praticado por todos.

Se essa foi a herança que receberam, não sei. Só sei que vendem bem e são muito amáveis.

Com exceção de algumas pequenas características, não notei grande diferença entre os povos desses países que conhecemos. São prestativos, amáveis, sorridentes e gentis.

 

 

 Dente de ouro… não é moda nem sinal de riqueza… é o meio mais prático de tratar os dentes. Pelo jeito, muito apreciado pela população local.

 

 As jovens são lindas. Magras, elegantes, bem vestidas, usam salto e cílios postiços. Essa estava indo para a sua formatura.

 

Os homens parecem chilenos de cor bem clara. Essa foto não os representa como eu gostaria, mas é a única que consegui reunir três homens  porque um é o guia Dill e os outros seus ajudantes.

 

Rota da Seda – um pouquinho mais …..

https://www.youtube.com/watch?v=fKxyhOgbF2c

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *