FÉRIAS 2018 – GASTRONOMIA

Gastronomia

 

Capítulo à parte, a gastronomia foi um dos pontos altos da viagem.

Embora eu não aprecie a culinária japonesa, não posso negar que nos foram oferecidos almoços e jantares dignos de elogios e reverências.

Em cada lugar conhecemos algo típico, tradicional e especial. Um diferencial que encontramos nos bons lugares frequentados pelos nativos e não nos restaurantes de luxo internacionais ou naqueles preparados para receber os turistas.

As nossas viagens sempre têm esse toque local, o que as diferenciam de muitas outras.

Eu não sou a melhor pessoa para descrever esse tópico, uma vez que não gosto da culinária japonesa. No entanto, não tenho como negar a sua importância pois tudo é feito com tanto capricho que cada detalhe parece representar algo naquele conjunto.

Numa mesma refeição, é incontável o número de ingredientes usados no preparo. Tudo muito picadinho, pouquinho, arrumadinho, formando um todo harmonioso, colorido e saudável, na maioria das vezes.

Comida com tutorial? Teve.

Comida tradicional? Teve.

Comida com astro principal? Teve.

Comida temática? Teve.

Comida especial? Teve.

Comida comum? Teve.

Comida gostosa? Pois é… também teve.

Teve até comida feita por nós. Sim… fizemos um curso de culinária japonesa – Curso de Sanuki Udon na Nakano Udon School onde preparamos nosso almoço. Acho que não aprendemos nada, mas nos divertimos muito!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *