Férias 2019 – Cazaquistão – Turquia – Istambul – Capadócia 19 – 20 e 21 de junho

 

A segunda parte da viagem foi a tão esperada Turquia.

 

 

Queria muito conhecer e não me decepcionei. Nosso programa foi bastante intenso.

A capital da Turquia é Ankara, que fica no centro do país, mas a cidade mais importante e mais conhecida é Istambul, a única do mundo que fica em dois continentes – a Europa e a Ásia. E é na Ásia que fica Anatólia, uma das regiões do país, também considerada por muitos o berço das civilizações.

http://historiadoralidiane.blogspot.com/2013/02/mesopotamia-o-berco-da-civilizacao.html

Na Turquia encontramos cidades modernas, calmas, de clima seco. O verão é quente, chega a 34º, e o inverno muito frio, -26º. Os produtos mais típicos são uva, damasco, maçã, abóbora, beterraba, romã e batata.

O açúcar é feito da beterraba e com a romã se faz chá e molhos muito bons. O chá de maçã também é típico da região.

Outros produtos típicos são os doces de goma, o hallawi, bratlva e o anis turco, uma mistura de água com soda Amarak.

 

Culinária

Eles usam muito tempero na culinária.

Nossas refeições foram no hotel ou em algum restaurante local. Lá conhecemos uma sopa explosiva que quase causou um desastre. Se não for bem manipulada, causa estrago porque é como se fosse uma panela de pressão. Seu nome? Testi Kebab

De modo geral, a culinária não deixou saudade, apesar de ser razoavelmente boa para o meu paladar e apreciada por muitos. Reconheço que sou enjoada mesmo. Poucas coisas me fazem sorrir como uma pizza!

Um pouco mais….

https://www.tudosobreistambul.com/gastronomia – http://bloggastronomix.blogspot.com/2014/10/eu-recomendo-cozinha-palaciana-otomana.html

 

 

O couro compete com o da Argentina como um dos melhores do mundo e na Turquia também são famosos os tapetes e as pedras turquesas. Além delas, em uma pequena aldeia da Turquia existe uma pedra que muda de cores e é muito valiosa.

Não é muito simples entender a geografia da Turquia, pelo menos durante a correria de uma viagem, mas vamos lá….

Depois dos trâmites de aeroportos, chegamos a Kayseri, encontramos Ezra, a nossa guia, e de lá fomos para Urgup, Capadocia, no dia 19 de junho. Nursultan>Istambul>Kayseri, onde estava nosso hotel – Yunak Evleri Cave Hotel – Os apartamentos ficam nas cavernas, uns melhores do que os outros. Não dá uma sensação ruim porque a estrutura é montada para não sentirmos que estamos em uma caverna. No entanto, alguns apartamentos podem apresentar características que não agradam a todos. Não tive problema.

 

Yunak Evleri Cave Hotelhttps://www.yunak.com/ A realidade é um pouco diferente das fotos.

 

 

Passamos pela Capadócia que, ao contrário do que eu imaginava, é uma região. Conhecemos alguns lugares e ficamos em cidades diferentes. Por exemplo:  Urgup, Avanos, Goreme, Pamukkale e a cidade subterrânea Kaymakli.

Logo de início fomos à região de Pasabag para ver as Chaminés de Fadas – https://www.goreme.com/portugues/pasabag.php , que brotam como cogumelos gigantes no meio de belíssimas formações rochosas. Um deleite para os olhos.

 

 

Vale dos pombos (Guvercinlik) https://www.viator.com/pt-BR/Goreme-attractions/Pigeon-Valley-Guvercinlik/d23271-a7535 , um lugar belíssimo. Antigamente, seus habitantes criavam pombos, daí o nome desse vale com incrível formação rochosa.

 

 

Conhecer uma outra casa de banho, agora na Turquia, foi uma experiência ímpar. Elis Hamam Bathhttp://www.elishamam.com/ fica em Goreme. Creme no rosto, sauna, banho, banho turco e massagem… um pacote completo para a alegria de quem gosta. Amei!!!

 

 

Outro passeio imprescindível é andar de Balão pelos ares da Capadócia. Levantar bem cedo faz parte do programa porque a intenção é estar no local antes de o sol nascer. O local é fixo e muiiitos balões ficam preparados para subir, se o tempo ajudar. O sinal é um “balão teste”. Se ele sobe, os outros podem subir também. Demos sorte porque não é sempre que o balão sobe. Segundo a guia, até aquele dia o balão só tinha subido 29 vezes desde fevereiro. Demorou um pouco, quase desistimos até que veio a notícia …. íamos subir porque o vento tinha mudado e contribuído para isso. Após a descida, o passeio é comemorado com espumante. Que deslumbre! Vale cada minuto!

 

 

 

 

Goreme Open Air – https://www.goreme.com/portugues/goreme-open-air-museum.php – também é um lugar imperdível. São formações rochosas que parecem obras de arte. Há 11 mosteiros, cada um com a sua igreja. Desde 1984 fazem parte do Patrimônio Mundial da UNESCO.

 

 

Não menos interessante foi conhecer Kaymakli – https://www.goreme.com/kaymakli-underground-city.php , a maior das 36 cidades subterrâneas da Capadócia, lugares que serviam de esconderijo e moradia.  Dos seus 8 andares, só 4 estão abertos à visitação. Estreitos e baixos requerem preparo físico e cuidado, mas vale a pena conhecer.

 

 

Nosso último passeio na região da Capadócia foi conhecer Sema, a tradicional cerimônia dos Derviches Rodopiantes

 

Derviches Rodopiantes – Whirling Derviches Show – https://istanbeautiful.com/whirling-dervishes-show-in-istanbul/

A performance simboliza o ciclo místico para alcançar a perfeição. Inicialmente vestidos de preto, removem a capa como símbolo do avanço para a maturidade e, de branco, rodopiam durante uma hora como se estivessem em transe. Em vários momentos seguram os braços cruzados para testemunhar a unidade de Deus. Não dá para explicar a magia dessa dança. Numa versão simplista, trata-se de uma tradição de 700 anos que simboliza o amor, a busca da verdade e o caminho da perfeição.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *