Férias 2018 – 09 de abril – Minami Awaji – Takamatsu

09-04-2018 – segunda-feira

 

Depois de um razoável café da manhã, saímos do Minamiawaji Royal Hotel às 9h.

 

Estreito de Naruto

Nossa primeira parada foi em Naruto, na província de Tokushima. A cidade é conhecida pelos seus redemoinhos.

O Estreito de Naruto tem cerca de 1,3 quilômetros de largura. Ele é bem estreito e suas correntes são rápidas. O mar agitado surpreende com vários redemoinhos grandes e pequenos. Alguns chegam a ter dez metros de diâmetro e, desde os tempos remotos, o Estreito de Naruto é visto como um desafio para os navegantes.

Esse fenômeno chama-se Naruto e ocorre embaixo da Ponte de Ohnaruto – https://www.japan-guide.com/e/e7852.html

Todos os anos é realizado o “Uzubiraki”, um evento que marca o início da primavera, em março, no Japão, quando surgem os grandes redemoinhos – http://mundo-nipo.com/variedades/25/02/2017/comeca-temporada-de-redemoinhos-no-estreito-de-naruto/ .

Como Naruto ocorre de acordo com a velocidade da água, não é sempre que pode ser visto na sua forma mais plena. Nós fomos no período da manhã e, apesar de estarmos na primavera, pouco vimos. Uma tabuleta indicava que o melhor horário de visão do Naruto naquele dia seria por volta das 13h. Valeu o passeio, mas o Naruto…. só em fotos mesmo.

 

Awa Odori Hall (Awa Odori Kaikan)

De lá fomos para Tokushima conhecer a famosa dança Awa Odori.

No horário previsto, chegamos ao Awa Odori Hall (Awa Odori Kaikan) – https://awaodori-kaikan.jp/ , https://www.jnto.go.jp/eng/spot/tradiart/awaodori-kaikan-hall.html , um museu que fica em Tokushima, onde os visitantes podem assistir e aprender a famosa dança Awa Odori – https://www.tokyoweekender.com/2017/08/awa-odori-the-story-behind-japans-biggest-dance-festival/ . O grupo Awa No Kaze dança para os visitantes que, no final, são convidados a aprender os passos da dança.

Satiko, uma das dançarinas, foi minha personal. Kingiro e Kátia foram eleitos os melhores dançarinos do grupo e convidados a dançar com eles, além de passarem por uma entrevista sobre a origem de cada um. Kingiro se saiu bem na comunicação, ambos dançaram a contento com o grupo e todos se divertiram.

Segundo a letra de suas músicas “É um tolo que dança e um tolo que assiste! Se ambos são tolos, você também pode se divertir dançando!” Assim fizemos!

 

Arudeyo Tokushima

Na saída, passamos por uma loja de produtos diversos e de souvenir de Tokushima. Alguns objetos à venda eram bonitos e caros. Uma echarpe, por exemplo, custava cerca de 130 dólares. Muito cara para souvenir, na minha opinião. Também havia muita coisa para comer com uma carinha de ser gostosa mas…. o que será que estavam vendendo??? Não sei. Apesar de já estar com fome, por ser hora do almoço, não quis arriscar a compra no escuro porque não dava para entender quase nada.

 

Obokekyo Mannaka Restaurant

Foi nossa parada para almoçar – Obokekyo Mannaka Restauranthttp://www.mannaka.co.jp/restaurant/local/food.html , um lugar interessante, perto da Oboke station, onde tudo se refere a monstros e Oboke seria o grande monstro. Até o prato que foi servido tinha a sua carinha. Ele fica às margens do rio Yoshino que, segundo a lenda, antes de ser represado, foi muito profundo e muitos navios afundavam por causa de um monstro que surgia das águas.

Hoje, Yoshino é um rio normalmente calmo, exceto quando há tufões ou outras condições climáticas adversas que podem elevar as águas cerca de 6 metros.

 

Oboke Cruise

Depois do almoço, fizemos o Cruzeiro Oboke – https://www.japan-guide.com/e/e7831.htmlhttps://www.youtube.com/watch?v=I_WzCAaWtfs

Nosso passeio foi tranquilo e, monstros à parte, divertido. Admiramos aquelas formações rochosas e em nenhum momento sentimos qualquer espécie de medo. De monstro, mesmo, só o vimos representado na comida bonitinha mas… ordinária. Houve quem se fartou porque, além de muito bem decorada, estava uma delícia…. para quem é fã de comida japonesa.

 

Clement Takamatsu Hotel

De lá fomos para Takamatsu – https://www.japan-guide.com/e/e5400.html e nos hospedamos no Clement Takamatsu Hotelhttps://www.jrclement.co.jp/takamatsu/en/ . Excelente hotel, perto do Pier, Estação de trem, comércio etc. Para nós, foi apenas um lugar de descanso. Aproveitamos alguns minutos livres para uma corrida até o supermercado para comprar temperos e queijo.

 

Café & Restaurant Vent

Nosso jantar foi no Café & Restaurant Venthttp://www-a.global.hankyu-hotel.com/clement-takamatsu/restaurant_info/caferestaurantvent , sistema de buffet, no próprio hotel. Geralmente buffet agrada a todos. Sempre há algo para satisfazer os mais exigentes ou mais enjoados, como é o meu caso. Só que ele parece ter agradado mesmo. Gostei!

Depois do jantar fomos dar uma volta a pé. Valeu para andarmos um pouco, mas não vimos nada nem ninguém. Estava frio e sem vento.

Nada a fazer….voltamos para o hotel. Banho e cama!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *