Férias 2017 – 13 de junho – Myanmar –Taiwan

13-06-2017 – terça-feira

Pois é… acabou Myanmar! Chegou a hora de mudarmos de país para uma nova descoberta – Taiwan.

Saímos do hotel por volta das 7h com destino ao aeroporto internacional de Yangon – http://yangonairport.aero/ e às 10h45 decolamos rumo a Taipei.

Uma hora depois da decolagem serviram o almoço. Como tivemos mais de cinco horas de voo, deu para dormir um pouco.

Desembarcamos às 16h, horário local. Depois dos trâmites legais, fizemos a troca de dólar pela moeda local. Trocamos 1 dólar por 29.860,00 TWD (dólar Taiwanês).

Antes de sairmos do aeroporto, tivemos duas ocorrências envolvendo a Lu. Primeiro foi com o cachorro treinado pelas autoridades para identificar odores específicos na bagagem dos passageiros. Ele parou em frente da bagagem dela e ela teve que abrir a mala no saguão.

Não havia nada, só o cheiro de uma manga que ela havia carregado por dias dentro da mala. Sorte dela. Se ainda estivesse com a manga, a multa seria de 300 dólares. Mistério desvendado, pegamos a bagagem, colocamos no carrinho e fomos em direção à saída. Foi quando aconteceu o segundo episódio que, por pouco, não resultou em tragédia. O carrinho da Lu não saiu da esteira rolante, que é em declínio, e estávamos todos descendo logo atrás dela. Iríamos embolar no final da esteira. Não quero nem pensar o que teria ocorrido se uma alma providencial não tivesse aparecido para destravar o carrinho antes que nos amontoássemos. Não dá para saber se foi problema mecânico ou distração. Ou muda a esteira ou muda o tipo de carrinho. Com muita bagagem, qualquer vacilo é perigoso. O aeroporto internacional fica próximo a Taipei, em Taoyuan – http://www.taoyuan-airport.com/chinese.

Tragédia evitada, logo depois encontramos nosso guia, “Mr. Shao”, e seguimos para Taipei, num ônibus que cheirava a cigarro. Um horror! Foi uma hora de sofrimento.

No meio do caminho paramos para conhecer Kavalan – https://www.masterofmalt.com/whiskies/kavalan/kavalan-single-malt-whisky/ – o mais famoso whisky do país. Trata-se de um single malte ganhador de muitos prêmios. Experimentei um gole de cada tipo e confesso que não gostei porque os achei muito fortes. Só que, como não podia deixar de ser, comprei uma garrafinha de cada para trazer de lembrança.

Chegar ao hotel Sheraton Grand Taipeihttp://www.starwoodhotels.com/sheraton/property/overview/index.html?propertyID=956&language=en_US  – foi um alívio.

Depois do banho, jantamos no próprio hotel. Vale registrar aqui que o buffet do hotel tem de tudo que se possa imaginar em matéria de comida. Parece um misto de café da manhã com jantar. Um paraíso gastronômico para quem gosta e uma ótima opção para os enjoados como eu.

Depois do jantar, a Huang nos levou à estação de metrô que fica ao lado do hotel – Shandao Temple Stationhttp://english.metro.taipei/  e nos ensinou a usar o sistema. Facílimo. Tem que saber a direção final e a estação que vai descer. O valor a ser pago depende da distância a ser percorrida. Começa com 20 TWD, pouco menos de um dólar. A máquina dá troco, se for o caso, e uma ficha que deve permanecer conosco durante todo o trajeto. Na saída, temos que colocar a ficha na catraca para sairmos. Logo aprendemos, compramos o bilhete e 5 minutos depois desembarcamos em Ximen – https://www.google.com.br/search?q=Ximen&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ved=0ahUKEwi-8fjl04zVAhVGgJAKHdfOAdYQsAQIWg&biw=1493&bih=743&dpr=1.15  –  duas estações dali. Como as lojas ficam abertas até tarde, conhecemos um pouco do comércio local. Diferente e interessante, com lojas de roupas de todos os tipos, principalmente para jovens, e comida também diversificada, para todos os gostos.

Cansados, logo voltamos para o hotel, não sem antes fazermos umas comprinhas.

Depois, o merecido descanso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *